Acordo fechado em SFI

Renato Roxinho que havia criado uma grande expectativa com relação aos rumos visando as eleições 2020, anunciou no início da tarde desta sexta-feira (24) que está aliado desde já com a prefeita Francimara Barbosa Lemos. Roxinho é o novo secretário de agricultura do município.

Há um mês aproximadamente, exatamente no dia 26 de abril, fez em sua rede social postagem desmentindo uma possível aproximação com o governo, o que vinha sendo ventilado.

Nas eleições de outubro de 2018 foi disparado o mais votado como candidato a deputado estadual, com larga vantagem sobre os demais, inclusive os apoiados pelo governo, foram 5.735 votos. Saiu grande, aliás, saiu maior!!!

“Venho hoje compartilhar a decisão tomada, que foi a de somar forças junto à atual administração municipal, representada pela prefeita Francimara Azeredo. Passo, a partir de agora, a fazer parte desse projeto em prol de dias sempre melhores para o nosso povo e nossa gente. Pesou na decisão a opinião de antigos e novos colaboradores nessa minha trajetória política e, principalmente, o aval do meu pai Manoel Roxinho, de ícone de nossa política e em quem eu procuro me espelhar, seja na esfera política ou pessoal. A palavra, a partir de agora, é união; para que nossos objetivos sejam alcançados e que possamos arquitetar um futuro cada vez mais promissor”.

Seminário de Desenvolvimento Regional

Nos próximos dias 22 e 23 o Centro de Convenções da UENF, em Campos sediará o Seminário de Desenvolvimento Regional  do  Norte e  Noroeste Fluminense. Muito bacana ter cabeças pensantes colocando em prática o que almejam há muitos anos. O evento é organizado pelo CIDENNF – Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense composto  pelos municípios de  Campos, Quissamã, Conceição de Macabu, São Fidélis e Cardoso Moreira.

CDL, FIRJAN, ACIC, SEBRAE e a Associação das Industrias de Campos (AIC) também estão envolvidos diretamente. A proposta é de debater o desenvolvimento regional e os impactos da infraestrutura na atração e consolidação de investimentos transformadores, levantando temas importantes que visem o crescimento e o acesso à cidade sustentável.

Haverá rodada de negócios especiais, sob a coordenação do SEBRAE, para realçar as oportunidades às empresas de Campos e região, oportunizando, ainda, espaço para exposição de empresas e seus produtos.

Estão confirmadas as presenças entre outros, do governador do estado, Wilson Witzel e representantes dos demais Poderes, o que demonstra a capacidade de mobilização e atenção de todos os pares.

UTI da Beneficência ganha oito leitos neonatal

O deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) marcou um golaço ao conseguir com habilidade política junto ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta a liberação de oito leitos na UTI neonatal do Hospital Beneficência Portuguesa, em Campos, para atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Se tem encontrado dificuldades de acesso ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), com críticas contundentes por sinal, mas na Saúde teve sucesso, sendo atendido com seu pleito e ao lado dos diretores do hospital. Além dos campistas, os leitos poderão ser utilizados por cidadãos fluminenses de outros municípios, passando pelo sistema de regulação do estado.

O prestígio do deputado foi visto ainda na Agricultura, onde conquistou o apoio da Ministra Tereza Cristina, ao evento da RioAgro Coop que será realizado na próxima semana em Campos. Na ocasião foi recebido com os representantes do evento.

‘Balançou a roseira’

Amanhecemos com a triste notícia do falecimento do nosso mestre da rádio esportiva de Campos, meu querido amigo Josélio Rocha, 80 anos, que estava internado no Hospital Geral de Guarus (HGG) com infecção urinária e problemas respiratórios. Jô, como carinhosamente nos referimos a esse ser humano do bem, será velado no salão nobre do Goytacaz Futebol Clube, seu time de coração. Além do Goytacaz, a Escola de Samba Os Psicodélicos, tendo sido um dos fundadores, era outra paixão da vida do ‘Gordo Bom de Bola’, que quando narrava um gol anunciava ‘Balançou a Roseira’. O Goytacaz decretou três dias de luto oficial.

Tenho grandes recordações com Jô. Quando iniciei os trabalhos no jornalismo esportivo, era ouvindo e acompanhando seu programa na Rádio Continental, na ocasião na Rua 13 de maio, ao lado do Jornal O Diário, onde comecei minha carreira. Sempre tinha uma dica importante e ensinamentos. Me recordo bem no dia em que como forma de me orientar disse: “Vai com calma Leandrão, não sem empolgue tanto. Vá devagar para não se decepcionar ao constatar que a vida não é como queremos que seja”.

Fiz algumas transmissões com ele na Rádio Continental, onde me colocava como convidado, na posição de comentarista, quando viajávamos para acompanhar o Goytacaz. Em uma dessas um fato que entrou para a história. A briga dele com o atacante Washington, em 2003, lá em Angra dos Reis. Estava a seu lado quando ele colocou a mão na bolsa e ameaçou a tirar uma arma e atirar no atacante que tinha ficado sabendo que Jô o culpou pela não classificação. O detalhe é que na bolsa o que tinha era um microfone.

Quando meu pai desencarnou em novembro de 2017, Josélio se fez presente e me concedeu o seu colo e abraço confortantes. Hoje choramos sua ida, mas ali na frente estaremos juntos. Beijo grande Jô, do tamanho que você merece. Leve um beijo a papai.

Bolinha não é Garotinho

Por entender que “Bolinha” não necessariamente é o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça fluminense, por maioria, negou nesta segunda-feira (13/5) queixa-crime por calúnia apresentada pelo político contra o juiz Glaucenir de Oliveira, da Vara Criminal de Campos dos Goytacazes.

No fim de 2017, Glaucenir compartilhou, em um grupo de juízes no WhatsApp, áudio em que diz que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, recebeu dinheiro para conceder Habeas Corpus a Garotinho. Glaucenir foi condenado a indenizar o ministro em R$ 27 mil por danos morais pela calúnia.

Na queixa-crime, Garotinho diz que a mesma calúnia cometida contra Gilmar foi cometida contra ele. O nome do ex-governador não é citado no áudio. O que Glaucenir fala é que ouviu comentários sobre favorecimentos em Campos dos Goytacazes, “inclusive do grupo do Bolinha”. 

Dignidade no jornalismo

https://odia.ig.com.br/esporte/vasco/2019/05/5641977-apos-entregar-premio-a-sidao–reporter-da-globo-chorou-e-deu-abraco-no-goleiro.html

Após entregar prêmio a Sidão, repórter da Globo chorou e deu abraço no goleiro

A repórter da TV Globo Júlia Guimarães, responsável por entregar o troféu de melhor em campo a Sidão após a partida contra o Santos, no último domingo, chorou após o ocorrido e procurou o goleiro para se desculpar. Foi o que revelou o apresentador Thiago Maranhão, durante o “Troca de Passes”.

“Eu conversei com a Júlia e ela me autorizou a contar. Ela chorou depois e disse que ficou primeiro com raiva, “ai não devia ter feito isso”, bateu na placa de publicidade, e pediu à assessoria do Vasco para encontrar o Sidão, e na saída do ônibus ela dá um abraço e se desculpa. Aí o Sidão diz “está tudo bem, eu entendo, mas eu estou chateado porque eu estava com o nome da minha mãe””, revelou o jornalista.

Em seu Twitter, Júlia falou brevemente sobre o episódio e voltou a demonstrar respeito pelo goleiro.

“Tenho a consciência tranquila de que o Sidão sabe o respeito que tenho pelo profissional e pela pessoa que ele é”, escreveu a repórter.

Tenho a consciência tranquila de que o Sidão sabe o respeito que tenho pelo profissional e pela pessoa que ele é. pic.twitter.com/VsktFwBGAy

— Julia Guimarães (@juliacgc) 13 de maio de 2019

131 anos de abolição inacabada

Superintendência da Igualdade Racial em conjunto com o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial e a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima realizam uma série de mesas de debate acerca dos desafios do negro na sociedade brasileira a partir de 13 de maio de 1888, data da abolição da escravatura no Brasil. A escolha do dia 14 de maio, o dia após a abolição, é uma chamada a reflexão sobre o papel do Estado na inserção plena do negro na sociedade brasileiro no pós-abolição.

Programação
14h – Mesa de abertura

14h30 – História da África: das sociedades étnicas às nações.
Debatedores: Jéssica Cristina ( Pedagoga e mestranda em Políticas Sociais – UENF); Manuel Sebastião Diogo, professor, especialista em políticas educacionais ( convidado especial pelo Consulado de Angola)
Mediadora: Carol Tomaz

16h – Identidade e Cultura do Povo Bantu
Debatedores: Alberto Freitas – Advogado e Antropólogo pela UFRJ; Nilson de Jusus Cassoma Diogo, professor de História ( convidado especial pelo Consulado de Angola)
Mediadora: Jhen Almeida

19h – Abolição, cultura negra e religiões de matriz africana
Debatedores: Gilberto Firmino Coutinho Jr (Totinho), presidente do Fórum Municipal de Religiões Afrobrasileiras e Presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Raciaal, Coordenador estadual de formação do movimento negro unificado – MNU-RIO; Rogério Siqueira, Superintendente da Igualdade Racial; Rita Souto – Turismóloga, pós-graduada em História da África e membro da Rede de Mulheres de Terreiro da Bahia
Mediadora: Dani Abreu

Uso da máquina

Uso da máquina I
A história da briga pública entre o vereador Marcão Gomes  e o deputado estadual Rodrigo Bacellar ganhou mais capítulos, e o que era político pode ganhar novos desdobramentos. A história começou com o ex-presidente da Câmara cobrando a presença efetiva dos deputados que segundo ele, foram apoiados pelo governo do prefeito Rafael Diniz.

Uso da máquina II
No final da tarde desta sexta-feira (03), depois de ter tido uma resposta bem rebelde por parte do deputado estadual, Marcão voltou com tudo e nas redes sociais expôs, o que ele diz ser parte dos espaços dentro do governo que serviram à eleição de Rodrigo Bacellar, que dobrou com ele, ou seja, benefício a ambos.

Uso da máquina III
Rodrigo respondeu através de nota oficial, mas a exposição vai além da briga entre os dois, a confirmação por parte do ex-presidente da Câmara, homem aliado com o prefeito que publicamente destaca cargos, nomes e apoio da máquina a candidaturas, pode sim ser tudo aquilo que o governo Rafael Diniz se defendeu e em momento algum encontrou problemas nesse sentido.

Uso da máquina IV
Como disse ontem na minha primeira postagem sobre o tema, ao qual intitulei ‘Chegou a Conta”, acho que faltou maturidade, faltou equilíbrio para se evitar uma discussão, um debate antecipado, e agora, o caldo não só entornou como deverá respingar em muitos que estavam apenas acompanhando esse processo completamente desnecessário. A oposição agradece e a justiça …

Excepcional notícia

O prefeito de Campos, Rafael Diniz (PPS) e o secretário de saúde, Abdu Neme (PR) estiveram no dia de ontem no galpão onde estão guardados os equipamentos que estarão sendo instalados no Hospital São José, em Goitacazes, esse que é um verdadeiro anseio da população da Baixada Campista, que sofre com o deslocamento até o Hospital Ferreira Machado. O vídeo divulgado nas redes sociais do prefeito e consequentemente dos membros do governo, traz a maior expetativa dessa inauguração que deve ocorrer até o meado do ano.