UTI da Beneficência ganha oito leitos neonatal

O deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) marcou um golaço ao conseguir com habilidade política junto ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta a liberação de oito leitos na UTI neonatal do Hospital Beneficência Portuguesa, em Campos, para atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Se tem encontrado dificuldades de acesso ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), com críticas contundentes por sinal, mas na Saúde teve sucesso, sendo atendido com seu pleito e ao lado dos diretores do hospital. Além dos campistas, os leitos poderão ser utilizados por cidadãos fluminenses de outros municípios, passando pelo sistema de regulação do estado.

O prestígio do deputado foi visto ainda na Agricultura, onde conquistou o apoio da Ministra Tereza Cristina, ao evento da RioAgro Coop que será realizado na próxima semana em Campos. Na ocasião foi recebido com os representantes do evento.

Cassação negada na Alerj

O deputado estadual Bruno Dauaire (PSC) assinou o pedido de cassação feito por seu partido, o mesmo do governador Wilson Witzel, que teve como alvo a deputada Renata Souza (PSOL) e a alegação de que a mesma teria feito sem antes consultar a Comissão de Direitos Humanos da Alerj, a denúncia contra o governador à ONU e OEA, pelo fato de o ex-juiz usar helicóptero como plataforma de disparos na cidade de Angra dos Reis. Mas o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT) defendeu que a deputada não cometeu irregularidade e que o pedido foi feito de seu próprio gabinete. Agora os deputados que denunciaram Renata Souza prometem levar o caso à Comissão de Ética.

Vale destacar que a deputada é do PSOL,  partido que propôs ação de Investigação Judicial Eleitoral no TRE/RJ contra Wladimir Garotinho (PSD) e Bruno Dauaire (PSC),  por Abuso do Poder Econômico e Captação Ilícita de Sufrágio, por possível compra de votos no bairro da Penha, praticado por cabo eleitoral.

Teste de aptidão do concurso do CCZ é tornado nulo

E decorrência do Inquérito Civil Público n.º 016/19 da Promotoria de Tutela Coletiva do Núcleo Campos, a Prefeitura Municipal de Campos publicou uma retificação tornando nula a PROVA DE APTIDÃO realizada como prova para os que realizaram a passaram na primeira fase do Concusso 001/2018, dos agentes do CCZ, com 100 vagas. A prova, onde menos de 20% foram aprovados, gerou uma série de reclamações e foi parar no Ministério Público. A Prefeitura publicará a lista dos aprovados.

DECISÃO
EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 03 DO
CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2018
O Município de Campos dos Goytacazes, no uso de suas atribuições legais torna pública a Retificação nº 03 ao Edital do CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS 01/2018.

Em virtude do compromisso de ajustamento de conduta assumido pelo Município de Campos dos Goytacazes, junto à 2º Promotoria de Tutela Coletiva do Núcleo Campos, nos autos do Inquérito Civil Público n.º 016/19, instaurado para apurar suposta irregularidade no Concurso Público n.º 001/2018, realizado para admissão de agentes de combate às endemias, no que tange à legalidade do item 2.5.3 e do item 11 do Edital, que estabelece a realização de prova de aptidão física, etapa de caráter eliminatório que foi realizada nos dias 06 e 07 de abril de 2019, foi concluído o seguinte:

O cerne da questão travada no mencionado inquérito cinge sobre a possibilidade do edital do concurso prever requisitos complementares à lei pela qual trata dos pressupostos de acesso ao cargo público.

Visando dirimir a controvérsia, o Município assumiu o compromisso de anular o teste de aptidão física, diante da ausência de previsão legal acerca desse tipo de requisito de ingresso.

Com efeito, diante do Termo de Ajustamento de Conduta firmado pelo Município com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, cabe a esta Comissão do Concurso dar fiel cumprimento ao compromisso assumido, de modo que delibera no sentido da anulação das provas de aptidão física realizadas nos dias 06 e 07 de abril do corrente ano, devendo o INCP – Instituto Nacional de Concurso Público – divulgar o resultado final do Concurso não levando em consideração o resultado das provas de capacidade física aplicadas anteriormente.

Art. 1º – Do item 11 do Edital – DA PROVA DE APTIDÃO FÍSICA.

Fica Excluído do Edital de Concurso, todo o item 11, referente à Prova de Aptidão Física, bem como o item 2.5.3, e ainda, qualquer outro item que se refira ou exija a Prova de Aptidão Física.

Art. 2º Este Edital de retificação entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE.

Campos dos Goytacazes, 13 de maio de 2019.

INCP – Instituto Nacional de Concurso Público

Comissão Organizadora do Concurso Público

‘Balançou a roseira’

Amanhecemos com a triste notícia do falecimento do nosso mestre da rádio esportiva de Campos, meu querido amigo Josélio Rocha, 80 anos, que estava internado no Hospital Geral de Guarus (HGG) com infecção urinária e problemas respiratórios. Jô, como carinhosamente nos referimos a esse ser humano do bem, será velado no salão nobre do Goytacaz Futebol Clube, seu time de coração. Além do Goytacaz, a Escola de Samba Os Psicodélicos, tendo sido um dos fundadores, era outra paixão da vida do ‘Gordo Bom de Bola’, que quando narrava um gol anunciava ‘Balançou a Roseira’. O Goytacaz decretou três dias de luto oficial.

Tenho grandes recordações com Jô. Quando iniciei os trabalhos no jornalismo esportivo, era ouvindo e acompanhando seu programa na Rádio Continental, na ocasião na Rua 13 de maio, ao lado do Jornal O Diário, onde comecei minha carreira. Sempre tinha uma dica importante e ensinamentos. Me recordo bem no dia em que como forma de me orientar disse: “Vai com calma Leandrão, não sem empolgue tanto. Vá devagar para não se decepcionar ao constatar que a vida não é como queremos que seja”.

Fiz algumas transmissões com ele na Rádio Continental, onde me colocava como convidado, na posição de comentarista, quando viajávamos para acompanhar o Goytacaz. Em uma dessas um fato que entrou para a história. A briga dele com o atacante Washington, em 2003, lá em Angra dos Reis. Estava a seu lado quando ele colocou a mão na bolsa e ameaçou a tirar uma arma e atirar no atacante que tinha ficado sabendo que Jô o culpou pela não classificação. O detalhe é que na bolsa o que tinha era um microfone.

Quando meu pai desencarnou em novembro de 2017, Josélio se fez presente e me concedeu o seu colo e abraço confortantes. Hoje choramos sua ida, mas ali na frente estaremos juntos. Beijo grande Jô, do tamanho que você merece. Leve um beijo a papai.

Policiais de Campos homenageados por Witzel

O governador Wilson Witzel (PSC) recebeu na manhã desta terça-feira (14) policiais de Campos que realizaram a maior apreensão de drogas deste ano, no Estado do Rio de Janeiro, sendo a terceira maior das já realizadas em Campos. Ao lado do deputado estadual Gila Vianna (PSL) o governador saudou os policiais e postou em suas redes sociais o vídeo.

VÍDEO DO GOVERNADOR

“Quero parabenizar os agentes da Polícia Militar de Campos, que apreenderam 406 kg de maconha. É a maior apreensão da droga este ano no RJ. É uma honra receber o dep. estadual, @gilviannaoficial, o S Ten Petrucci, SGT Gaspar, SGT Filipe, CB Guimarães, CB Vieira, CB Quintanilha, CB Neves e o SD de Lima”.

Bolinha não é Garotinho

Por entender que “Bolinha” não necessariamente é o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça fluminense, por maioria, negou nesta segunda-feira (13/5) queixa-crime por calúnia apresentada pelo político contra o juiz Glaucenir de Oliveira, da Vara Criminal de Campos dos Goytacazes.

No fim de 2017, Glaucenir compartilhou, em um grupo de juízes no WhatsApp, áudio em que diz que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, recebeu dinheiro para conceder Habeas Corpus a Garotinho. Glaucenir foi condenado a indenizar o ministro em R$ 27 mil por danos morais pela calúnia.

Na queixa-crime, Garotinho diz que a mesma calúnia cometida contra Gilmar foi cometida contra ele. O nome do ex-governador não é citado no áudio. O que Glaucenir fala é que ouviu comentários sobre favorecimentos em Campos dos Goytacazes, “inclusive do grupo do Bolinha”. 

Acabou estimativa de conta

O consumidor campista ganhou de presente o projeto de lei do vereador Jorginho Virgílio (PRB) que acabou com o consumo por estimativa. O projeto foi sancionado pelo prefeito Rafael Diniz e publicado em Diário Oficial.

Quando declarou em plenário que a obrigação deve ser de paga pelo que de fato consumiu, é um maior exemplo de como o cidadão ainda paga e é lesado por questões que não deveriam nem mesmo estar sendo debatido ou questionado, pela lógica e bom sendo isso deveria ser natural.

É mais uma prova de que é na política que se resolvem as questões que tratam da vida de todos. Parabéns ao vereador Jorginho Virgílio pela atenção, defesa e próspera obtenção do direito do consumidor campista.

Agora é conferir e exigir o cumprimento da Lei por parte das fornecedoras de água, luz e gás.

Dia 15 é amanhã … terá greve?

Haverá acordo? Margem para negociar o prefeito Rafael Diniz (PPS) por A + B já explicou que não tem como, que os 4,18% foram calculados em cima do que ‘é possível’. Do outro lado os servidores representados por suas respectivas classes que iniciaram requerendo 15%, mas apresentaram nova proposta na última sexta-feira.

O prazo dado pelos servidores, e isso serve como ameaça, e essa é a arma que o servidor tem, é do dia 15, amanhã, para que o ‘estado de greve’ se confirme em ‘greve’ por tempo indeterminado, e dê ao governo seu maior revés com o servidor, que já não havia ficado satisfeito por conta dos não reajustes em 2017 e 2018, entre outras coisas mais …

A nova proposta é para um reajuste de 4,58% na folha salarial de maio agora, referente a março de 2018 e de 2019; 2,68% na folha de junho, referente a março de 2017 e também de 2018; além de 4,57% na folha de julho, referente a março de 2016 e mesmo mês, de 2017.

É importante ressaltar que o governo abriu as portas para as negociações, e mesmo que não se tenha tido avanços ou não aconteça, nesse caso o prefeito sentou com as representações. Mas o clima político e já eleitoral tende a acalorar cada vez mais a discussão, mesmo o governo tentando evitar deixar descambar para esse lado.

As publicações de planilhas de pagamentos com nomes, cargos e salários expôs quem não tem nada com isso, ou pelo menos a maioria, e é a prova maior de que o debate já é ELEITORAL.

Arrastão na BR 101, novamente

Infelizmente os casos de arrastão seguem acontecendo na BR 101, no trecho Niterói-Manilha, assustando o cidadão fluminense e assombrando a todos mais de 80 mil que passam diariamente pelo trecho. Hoje pela manhã, pouco antes das 11 horas mais uma vez a bandidagem foi para a pista. Dessa vez, ao menos, a Polícia chegou na hora e evitou o pior, na entrada do Jardim Catarina, em São Gonçalo.

A população, a Sociedade Civil Organizada e políticos de mandato estão se manifestando e buscando nos governos estadual e federal imediatas ações para conter essa brutal realidade.

Dignidade no jornalismo

https://odia.ig.com.br/esporte/vasco/2019/05/5641977-apos-entregar-premio-a-sidao–reporter-da-globo-chorou-e-deu-abraco-no-goleiro.html

Após entregar prêmio a Sidão, repórter da Globo chorou e deu abraço no goleiro

A repórter da TV Globo Júlia Guimarães, responsável por entregar o troféu de melhor em campo a Sidão após a partida contra o Santos, no último domingo, chorou após o ocorrido e procurou o goleiro para se desculpar. Foi o que revelou o apresentador Thiago Maranhão, durante o “Troca de Passes”.

“Eu conversei com a Júlia e ela me autorizou a contar. Ela chorou depois e disse que ficou primeiro com raiva, “ai não devia ter feito isso”, bateu na placa de publicidade, e pediu à assessoria do Vasco para encontrar o Sidão, e na saída do ônibus ela dá um abraço e se desculpa. Aí o Sidão diz “está tudo bem, eu entendo, mas eu estou chateado porque eu estava com o nome da minha mãe””, revelou o jornalista.

Em seu Twitter, Júlia falou brevemente sobre o episódio e voltou a demonstrar respeito pelo goleiro.

“Tenho a consciência tranquila de que o Sidão sabe o respeito que tenho pelo profissional e pela pessoa que ele é”, escreveu a repórter.

Tenho a consciência tranquila de que o Sidão sabe o respeito que tenho pelo profissional e pela pessoa que ele é. pic.twitter.com/VsktFwBGAy

— Julia Guimarães (@juliacgc) 13 de maio de 2019