Cassação negada na Alerj

O deputado estadual Bruno Dauaire (PSC) assinou o pedido de cassação feito por seu partido, o mesmo do governador Wilson Witzel, que teve como alvo a deputada Renata Souza (PSOL) e a alegação de que a mesma teria feito sem antes consultar a Comissão de Direitos Humanos da Alerj, a denúncia contra o governador à ONU e OEA, pelo fato de o ex-juiz usar helicóptero como plataforma de disparos na cidade de Angra dos Reis. Mas o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT) defendeu que a deputada não cometeu irregularidade e que o pedido foi feito de seu próprio gabinete. Agora os deputados que denunciaram Renata Souza prometem levar o caso à Comissão de Ética.

Vale destacar que a deputada é do PSOL,  partido que propôs ação de Investigação Judicial Eleitoral no TRE/RJ contra Wladimir Garotinho (PSD) e Bruno Dauaire (PSC),  por Abuso do Poder Econômico e Captação Ilícita de Sufrágio, por possível compra de votos no bairro da Penha, praticado por cabo eleitoral.

A ponte que liga Carla, Witzel e Bruno

A prefeita Carla Machado, de São João da Barra esteve com o governador Wilson Witzel e apresentou suas demandas. Na condição de prefeita do município, com quatro meses de mandato do novo governador, conseguiu ser atendida, e os pleitos estão relacionados as obras estruturantes que não são novidades, mas por não andar ao longo dos anos, acabam sendo repetitivos os temas, mas a prefeita apresenta mais uma vez, e por sua fala, deixou a sala do governador confiante.

Os ofícios entregues solicitam o retorno da obra da Ponte ligando São João da Barra à São Francisco de Itabapoana, esta prometida por vários governadores; ainda o retorno da obra de Urbanização do Bairro de Fátima e outros projetos estruturantes como a EF118, estrada federal ligando ao estado do Espírito Santo, e fundamental para o projeto do Porto do Açu. Essa foi a agenda administrativa, mas …

Carla Machado é o tipo de política que não passa recibo. É claro o relacionamento próximo ao governador, do deputado Bruno Dauaire, adversário político direto de Carla Machado e propenso concorrente nas urnas em 2020. Foi Witzel que convidou e o levou para o PSC.

Disputa eleitoral não fica de lado nem por um segundo, mas a administração precisa seguir.