Defesa da Pessoa com Deficiência

O deputado Gil Vianna (PSL) iniciou um trabalho nesta terça-feira (28) que defende como uma das principais bandeiras de seu mandato, e como presidente da Comissão em Defesa da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ). A audiência pública tratou de temas como a falta de recursos para as instituições parceiras da Fundação para Infância e Adolescência (FIA), falta de investimento em melhorias estruturais, burocracia na hora de garantir a gratuidade no transporte público e ainda a Lei 2.051/92, que garante gratuidade na entrada de pessoas com deficiência nos estádios, ginásios esportivos e parques aquáticos, porém não é respeitada na compra de ingressos para o evento. Compuseram a mesa ainda as deputadas Alana Passos (PSL) e Franciane Motta (MDB) e o secretário de Estado de Esportes e Lazer do Estado do Rio, Felipe Bornier,

“Não só o acompanhante como o deficiente precisa ter direto a esta garantia. Vou procurar o presidente da Casa, consultar os nossos técnicos legislativos e verificar se já existe algum projeto de lei nesse sentido tramitando no parlamento. E vamos avaliar qual será o próximo passo da comissão”, declarou Gil Vianna.

Sair do Cesec

Uma das mais pesadas críticas que o governo Rafael Diniz sofre é a ausência das ruas, é não dialogar com o povo, com os segmentos, com formadores de opinião, e quando isso acontece, o prefeito geralmente não coloca em prática. As eleições já estão aí, e estão mesmo. Pensar que 2020 ficará para 2020, é falácia, é mentira, é ilusão, e mais, seria arriscar e entregar ao adversário ainda melhores condições para recuperar, ou então, para quem vier pela primeira vez a disputar à Prefeitura de Campos, o prato de bandeja.

O governo é frio e não fala e não trata política, uma mexida aqui, outra lá, e nada que tenha trazido à tona uma proposta eleitoral ou mesmo acordo político. A não ser que, e aí vale avaliar, que o entendimento desse governo é que a reeleição está garantida, e é só deixar o tempo passar. Ora bolas!!! A rua diz outra coisa, as filas falam outras coisas, as pesquisas cristalinamente mostram outra coisa.

Começou a andar …

O prefeito resolveu sair, foi à Travessão no último sábado em importantíssima ação de combate ao maldito mosquito da chikungunya. Opa, se o prefeito saiu é porque a frigideira esquentou ao ponto de o acordar. Não sei como foi a recepção da população, até porque, pelas fotos, o prefeito estava altamente brindado pelos membros do governo e outros mais que se alinham. Como terá sido a receptividade da população aos olhos do que não estão contaminados pelo ‘está tudo certo?’.

Problemas por muito tempo …

Claro que os números mostram também de forma cristalina que o governo passado deixou de ‘presente’ terra arrasada, mas não pode se dizer surpreso, todos, todos, como diz Roberto Henrique, até os bebês de colo sabiam do drama a ser enfrentado.

Pelo jeito o prefeito assumirá agora essa postura de ir para rua, finalmente olhar nos olhos do eleitor, os mais de 151 mil que o elegeram em 2016, no primeiro turno, vencendo em todas as sete zonas eleitorais e com a tal onda verde. No domingo participou de outra ação, mais uma muito bacana por sinal, em praça pública completamente reformulada.

É necessário discutir, debater, apresentar os avanços e eles estão acontecendo sim, mesmo que de forma moderada e com muitas amarras ainda.

Se o que vale para o atual governo é a famosa garantia de que a máquina leva o candidato, ainda mais se tratando de reeleição, ao segundo turno, ok.

Imaginando …

Se a eleição fosse hoje e por acaso tivéssemos os nomes postos, ao menos, os mais cogitados. Digamos que fosse um segundo turno entre Rafael Diniz e Wladimir Garotinho. Com quem Rodrigo Bacellar (SD), Gil Vianna (PSL), Caio Vianna (PDT) seguiriam? Temos os exemplos, com exceção da onda verde em 2016, que inundou a cidade e elegeu Rafael Diniz no primeiro turno, de que as alianças sacramentam as vitórias, mas pode ser também que se entenda que é melhor poucos e bons (no conceito do governo). Em 2016 além do PPS, teve o PV, de Gustavo Matheus, e esse já foi … e o Rede que era do vereador Marcão, que está no PR. Essa reconstrução não é simples, mas necessária …

Com as crianças o prefeito está bem, as fotos dessa postagem mostram que estão bem felizes

Policiais de Campos homenageados por Witzel

O governador Wilson Witzel (PSC) recebeu na manhã desta terça-feira (14) policiais de Campos que realizaram a maior apreensão de drogas deste ano, no Estado do Rio de Janeiro, sendo a terceira maior das já realizadas em Campos. Ao lado do deputado estadual Gila Vianna (PSL) o governador saudou os policiais e postou em suas redes sociais o vídeo.

VÍDEO DO GOVERNADOR

“Quero parabenizar os agentes da Polícia Militar de Campos, que apreenderam 406 kg de maconha. É a maior apreensão da droga este ano no RJ. É uma honra receber o dep. estadual, @gilviannaoficial, o S Ten Petrucci, SGT Gaspar, SGT Filipe, CB Guimarães, CB Vieira, CB Quintanilha, CB Neves e o SD de Lima”.

Irregularidades nos hidrômetros

Mais um debate intenso deve se iniciar em Campos, envolvendo a Concessionária Águas do Paraíba. É que na última semana a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) instalou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a investigar as irregularidades na medição do consumo de água pelos hidrômetros das concessionárias e propor soluções. A comissão, que é pelo deputado Jorge Felippe Neto (PSD), tem o deputado Gil Vianna (PSL), como membro.